Da Importância dos Jardineiros

“O que é mais importante? O jardim ou o jardineiro? É o jardineiro. Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde, haverá um jardim. Um jardim sem jardineiro, logo desaparecerá. O que é um jardineiro? Uma pessoa cujo pensamento está cheio de jardins. O que faz um jardim são os pensamentos do jardineiro.
O que faz um povo são os pensamentos daqueles que o compõem”
Rubem Alves

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O Brasil e a arquitetura perdem João Walter Toscano


Faleceu no domingo, 4 de junho, aos 78 anos, o arquiteto e professor do Departamento de História da FAU-USP, João Walter Toscano.

Autor de importantes projetos para a cidade de São Paulo, como as estações Largo 13 e Pêssego, além do Terminal Princesa Isabel e do mais novo complexo administrativo Pátio Vila Sônia, pertencente à Linha 4-Amarela do Metrô, Toscano formou-se em 1956 na própria FAUUSP, em uma época de discussões modernistas e desenvolvimentistas com horizontes abertos ao aprimoramento de técnicas construtivas no Brasil.

Seus primeiros projetos já foram para edifícios de uso público, como os desenhados para as Faculdades de Filosofia, Ciências e Letras de Itu e de Assis, o Clube Recreativo, também em Assis, e outros planos urbanísticos para municípios do interior do estado de São Paulo.
Na década de 60, com bolsa de estudos obtida do governo francês, Toscano especializou-se em planejamento urbano e pré-fabricação. Admirador de Oscar Niemeyer, estudou cuidadosamente cada um de seus projetos, muitos deles com soluções para grandes vãos.

Na década de 1970, trabalhou em projetos como o Balneário de Águas da Prata (SP) e o Campus Universitário de Araraquara (SP),  no qual priorizou aspectos termoacusticos essenciais, a partir da aplicação de materiais como o concreto, combinados à volumetria certa e ao modelado de grandes aberturas e brises.  Esse balneário e o projeto da estação Largo 13 fazem parte do acervo permanente do Centre Pompidou, em Paris.

Em sua tese de doutorado defendida em 1989 afirmava que o espaço deve ser pensado para proporcionar um “intercâmbio de informações objetivas gerais e especiais”, permitindo superar sua compartimentação em unidades estanques, ao privilegiar estruturas longitudinais mais integradas a funções prediais e programas de uso.

João Walter Toscano, nascido em Itu (SP), teve também destaque internacional, premiado pela Bienal de Sofia, na Bulgária em 1987, pela Estação Largo 13. Representou ainda o Brasil em 2002, na Oitava Bienal de Veneza.   
A foto abaixo é do mosteiro La Tourete, que serviu de inspiração para a criação do Balneário de Águas da Prata.






2 comentários:

Malu Borges disse...

Frequentei o Balneário e sempre achei a Arquitetura muito moderna para a época. Realmente era um arquiteto de visão futurista.

Alicia Canela disse...

é uma pena que uma obra tão grandiosa e bela , esteja tão abandonada